Número de objetivos e conclusões em dissertações e teses

 

 

 

 

OBJETIVO: Analisar o número de objetivos e conclusões apresentados em dissertações e tese defendidas na Universidade Federal de São Paulo - Escola Paulista de Medicina (UNIFESP - EPM). 

 

 

 

MÉTODOS: realizou-se uma pesquisa nas dissertações de mestrado e tese de doutorado defendida na Faculdade de Medicina Paulista de 2002 e 2003, que foram encontrados disponíveis na biblioteca central desta universidade. RESULTADOS:

 

A partir de 723 dissertações de mestrado analisadas, 62 (8,57%) apresentaram apenas um objetivo e uma conclusão, 134 (18,53%) apresentaram um objetivo e mais de uma conclusão e 527 (72,89%) tiveram mais de um objetivo e mais de uma conclusão. A partir de 502 tese de doutorado analisada, 23 (4,58%) apresentaram apenas um objetivo e uma conclusão, 123 (24,50%) apresentaram um objetivo e mais de uma conclusão e 376 (74,90%) tiveram mais de um objetivo e mais de uma conclusão ... CONCLUSÕES: Não foi encontrada na literatura pesquisada o número de objetivos e conclusões que um trabalho científico deve ter. Um maior número de tese e dissertações apresentou mais de um objetivo e mais de uma conclusão.

 

Palavras-chave: teses. Dissertações acadêmicas. Métodos.

 

RESUMO

 

OBJETIVO : Analisar o número de objetivos e conclusões em teses e dissertações defendidas na Universidade Federal de São Paulo - Escola Paulista de Medicina (UNIFESP - EPM), em relação ao número de objetivos e conclusões que emendas. MÉTODOS: Foi realizado levantamento das dissertações de mestrado e teses de doutorado defendidas na Universidade Federal de São Paulo - Escola Paulista de Medicina (UNIFESP EPM) nos anos de 2002 e 2003, que estão disponíveis na biblioteca central desta universidade. RESULTADOS:

 

Das 723 dissertações de mestrado defendidas na UNIFESP - EPM, 62 (8,57%) apresentaram apenas um objetivo e uma conclusão; 134 (18,53%) apresentaram um objetivo e mais de uma conclusão e 527 (72,89%) possuíam mais de um objetivo e mais de uma conclusão. Das 502 teses de doutorado analisadas, 23 (4,58%) apresentaram apenas um objetivo e uma conclusão, 123 (24,50%) apresentaram um objetivo e mais de uma conclusão e 376 (74,90%) possuíam mais de um objetivo e mais de uma conclusão. CONCLUSÕES:

Não foi encontrado na literatura pesquisada a quantidade de objetivos e conclusões que um trabalho científico deve conter. A maioria das teses e dissertações defendidas na Universidade Federal de São Paulo - Escola Paulista de Medicina (UNIFESP-EPM) nos anos de 2002 e 2003 apresentou mais de um objetivo e mais de uma conclusão.

 

Descritores: Teses. Dissertações. Objetivos. Conclusões.

 

 

 

 

 

Introdução

 

A principal finalidade de um trabalho científico é comunicar o processo desenvolvido e obter resultados em uma investigação, dirigida a um leitor ou público-alvo específico, dependendo dos objetivos que foram propostos .

 

 

 

Os principais tipos de trabalhos científicos são: artigos sintéticos para publicação em algumas monografias de jornais para conclusão do curso de graduação ou pós-graduação, dissertação para obtenção de título ou tese de mestrado se o objetivo é obter um título de médico. 

 

 

 

Todo trabalho científico deve obedecer às regras internacionais impostas para sua apresentação. Eles devem ser originais e contribuir não apenas para ampliação do conhecimento ou compreensão de problemas determinados, mas também para servir de modelo ou oferecer subsídio para outros trabalhos. 

 

 

 

Eles podem ser realizados de acordo com fontes de informação primárias ou secundárias e elaborados de várias maneiras, de acordo com os métodos e os objetivos propostos .

 

 

 

A estrutura geral que compõe um trabalho científico é constituída por elementos obrigatórios exigidos por regras internacionais, bem como elementos opcionais, independentemente do tipo de trabalho realizado monografia, dissertação ou tese,recomenda-se o uso do monografis 2.0 para criar a estrutura da monografia.

 

 

 

Os principais elementos que constituem a estrutura de um trabalho científico são: elementos essenciais para a identificação do trabalho (elementos pré-texto), o texto onde o conteúdo é apresentado e desenvolvido (elementos de texto) e a parte final do trabalho (elementos pós-texto) onde as referências, anexos e apêndice são colocados.

 

 

 

O texto do trabalho onde o conteúdo é apresentado e desenvolvido tem como elementos o objetivo e a conclusão do trabalho. O objetivo é o propósito de uma análise, estudo e pesquisa com a finalidade de explicá-la . 

 

 

 

Deve delimitar a pretensão de alcance da investigação, cujos aspectos devem ser analisados, servindo desta forma como complemento da determinação do problema, onde pode ser apresentado como objetivo geral (visão geral do assunto ou tema central que serve como fio condutor) ou como objetivo específico (expõe de forma restrita e inclui etapas intermediárias). 

 

 

 

A conclusão é o ponto final da pesquisa onde as etapas da análise vão. As conclusões e descobertas do autor devem ser apresentadas de forma lógica, clara e concisa, apoiada nos resultados e discussão, reafirmando de forma resumida a ideia principal e outros aspectos importantes do texto, respondendo à questão e aos objetivos de trabalho. 

 

 

 

Os autores consultados definem e mostram a importância objetivo e final como parte integrante de elementos essenciais para um desenvolvimento de trabalho científico, mas nenhum desses autores elucida quantos objetivos e conclusões um o trabalho científico deve apresentar.

 

Nesse contexto, esse trabalho teve como objetivo analisar o número de objetivos e conclusões apresentados em dissertações e tese defendidas na Faculdade de Medicina Paulista da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP - EPM).

 

 

 

Métodos

 

Foi realizada uma pesquisa nas dissertações de mestrado e tese de doutorado defendida na Faculdade de Medicina Paulista (UNIFESP - EPM) nos anos 2002 e 2003 que foram encontrados disponíveis na biblioteca central desta universidade. Foram encontradas 1225 tese e dissertações, onde 723 (59,02%) eram mestres e 502 (40,98%) eram doutora. Todos foram analisados em relação aos objetivos e números de conclusões apresentados.

 

 

 

Resultados

 

A partir de 723 dissertações de mestrado defendidas na UNIFESP EPM, 62 (8,57%) apresentaram apenas um objetivo e uma conclusão, 134 (18,53%) apresentaram um objetivo e mais de uma conclusão e 527 (72,89%) apresentaram mais do que um objetivo e mais de uma conclusão.

 

A partir de 502 tese de doutorado analisada, 23 (4,58%) apresentaram apenas um objetivo e uma conclusão, 123 (24,50%) apresentaram um objetivo e mais de uma conclusão e 376 (74,90%) tiveram mais de um objetivo e mais de uma conclusão. A seguir, existem gráficos que comparam o objetivo e o número de conclusão da dissertação e tese de mestre e médico, bem como a comparação individual entre eles ( Figuras 1-3 ).

 

 

 

 

 

Discussão

 

O trabalho científico é um método para descoberta de novos conhecimentos e / ou para confirmar resultados determinados obtidos em diferentes populações. As pesquisas científicas geralmente são feitas como monografia para conclusão do curso de graduação ou pós-graduação, dissertação de mestrado ou tese de médico e pós-doutorado,mais informações aqui 

 

 

 

É extremamente importante a publicação do estudo, para que as informações obtidas estejam disponíveis para outras pesquisas e pessoas interessadas no tema.

 

 

 

Na elaboração de um trabalho científico, existem regras que devem ser respeitadas em relação à sua organização estrutural e há diferenças entre a aplicada em tese e as monografias das aplicadas a artigos de revistas científicas. 

 

 

 

Existem também diferenças entre as regras em diferentes instituições e em diferentes revistas científicas. 

 

 

 

No Brasil, durante uma longa data, as pesquisas utilizaram a ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) e, mais recentemente, alguns centros de pesquisa e jornais científicos da área de saúde seguiram o Comitê Internacional de Editores de Revistas Médicas (ICMJE), também conhecido como Normas de Vancouver.

 

 

 

Uma vez que foram elaboradas durante uma reunião realizada nesta cidade. Apesar da presença de várias normas e livros publicados sobre metodologia científica, eles não mencionam o número de objetivos e conclusões que um trabalho científico deve ter, dando oportunidade aos críticos por membros do examinador ou professores, com base em sua experiência científica ou auto-preferência.

 

 

 

Devido a isso, o presente estudo verificou o número de objetivo e conclusão encontrado em dissertações e tese defendidas na Faculdade de Medicina Paulista da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP - EPM) nos anos 2002 e 2003.

 

 

 

Após esta pesquisa, foi possível observar o pequeno número de trabalhos com apenas um objetivo e uma conclusão (8,57% do mestre e 4,48% do médico). É possível que este número reduzido de tese de doutorado (4,48%) com um objetivo e uma conclusão possa ser devido ao fato de que os trabalhos do médico são melhor elaborados, tendo um grande número de variáveis estudadas, permitindo um número de conclusão maior. 

 

 

 

Então, a exigência preconizada de que o trabalho científico deve ter apenas uma pergunta e uma resposta não foi verificada no presente estudo.

 

Conforme observado nos resultados, a maior parte das teses e dissertações apresentou mais de um objetivo e mais de uma conclusão. Não é avaliado neste estudo se os objetivos e conclusões foram corretos na definição literária.

 

 

 

Este tipo de estudo deve ser realizado depois. Outro tipo de trabalho que pode ser realizado é a avaliação do número de objetivos e conclusões, dividindo os programas de pós-graduação de acordo com suas notas fornecidas pela Coordenação para o Pessoal de Melhoramento de Nível Superior (CAPES).

 

 

 

Conclusões

 

Não foi encontrado na literatura pesquisada o número de objetivos e conclusões que um trabalho científico deve ter.

 

O maior número de tese e dissertações defendidas na Universidade Federal de São Paulo - Escola Paulista de Medicina (UNIFESP - EPM) - nos anos de 2002 e 2003 apresentou mais de um objetivo e mais de uma conclusão.

 

 

 

TEXTO ORIGINAL 

 

 

 

monografianota10online.blogspot.com.br